Receba noticias em seu Whatsapp gratis

O tempo em Miguel Pereira

Qui, 13/05 - Min.: 14C
Trocar Cidade



Libras



Adeus, Witzel. Primeiro governador do RJ a sofrer impeachment | Jornal em Destaque

Adeus, Witzel. Primeiro governador do RJ a sofrer impeachment

Com 2/3 de votos pela condenação, ele é definitivamente retirado do cargo para o qual foi eleito em 2018



Adeus, Witzel. Primeiro governador do RJ a sofrer impeachment

30/04/2021 17:06 ( Atualizado em 02/05/2021 17:01) | Rio de Janeiro | Governo do Estado |

Helio de Carvalho

O TEM (Tribunal Especial Misto) formou maioria, nesta sexta-feira (30), para aprovar o impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Com o voto de Alexandre Freitas (Novo), o tribunal alcançou os sete votos necessários (dois terços) para a condenação e agora Witzel está definitivamente fora da gestão estadual. As informações são da Notícias R7.


O julgamento começou por volta das 9:30h, no Tribunal Pleno do TJ-RJ (Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro). A leitura do relatório de 324 páginas entregue e protocolado pelo relator do processo, deputado Waldeck Carneiro (PT), foi suspensa de comum acordo entre a defesa e a acusação. Com isto, o processo seguiu com a acusação, representada pelo deputado Luiz Paulo (Cidadania). Em sua fala, que durou pouco menos de 30 minutos, o parlamentar pediu a inelegibilidade de Witzel por cinco anos com base no crime de responsabilidade e afirmou que Witzel negligenciou os princípios básicos durante a condução da pandemia.

No núcleo do poder executivo foi criada uma estrutura hierárquica a partir do governador", disse Luiz Paulo.


Em seguida, os advogados de Witzel apresentaram os pontos da defesa também por 30 minutos.


Bruno Albernaz iniciou a defesa mencionando a corrupção de gestões passadas como responsáveis pelas dificuldades na condução da pandemia. Em seguida, a defesa do governador afastado defendeu o acesso da delação premiada de Edmar Santos, ex-secretário da Saúde.


A defesa também afirmou que solicitou perícias que foram indeferidas e poderiam comprovar que não houve dano. Os advogados encerraram pontuando que não existem provas que comprovem o crime de responsabilidade do governador afastado e disse que os pagamentos com a Unir são legais.


Antes do início da votação do processo, os integrantes do TEM rejeitaram, por unanimidade, as preliminares apresentadas pela defesa, que pedia, entre outras coisas, a perícia de contratos com OSs e o acesso ao depoimento de Edmar Santos.


Witzel se tornou o primeiro governador do RJ a sofrer impeachment e ficará os próximos cinco anos sem poder concorrer a cargo público. Claudio Castro deixa de ser governador “em exercício” e assume definitivamente o cargo de governador do estado do Rio de Janeiro.








Gostou deste assunto?
Seus amigos também podem gostar: Compartilhe!



A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo!
Ao contrário da mídia corporativa, o Jornal Em Destaque se financia por meio de sua própria comunidade de leitores e, assim, mantém acesso livre a todos os seus canais.
Você pode apoiar o ED de diversas formas.

Veja como clicando aqui





PALAVRA DO ASSINANTE SOBRE Adeus, Witzel. Primeiro governador do RJ a sofrer impeachment

Exibindo 0 Comentários


Quer comentar a matéria?




 
  • Política de Erros
  • Política de Privacidade
  • Termos de Uso
  • Sobre o Jornal em Destaque
  • Contato
  • JORNAL EM DESTAQUE | Todos os Direitos Reservados