Receba noticias em seu Whatsapp gratis







Libras



POR QUE BOLSONARO RECUOU? | Jornal em Destaque por Samuel Marques em Colunista

POR QUE BOLSONARO RECUOU?



POR QUE BOLSONARO RECUOU? Classificação

06/10/2021 13:13 | Paty do Alferes | Colunista |

Samuel Marques

Bolsonaro percebeu que a água bateu no pescoço e, como ele é muito esperto, ainda amarrou uma pedra no pé e caminhou mar adentro


Bolsonaro esticou a corda tudo que podia por um motivo muito simples: tentar se manter viável eleitoralmente, dando a seus apoiadores as bravatas de sempre. O plano era arriscado e não aconteceu como imaginava - já falávamos sobre isso no próprio dia 07. Não foi gigante e, por mais que tenha sido grande, não demonstrou que ele tinha mais apoio do que já obtinha, e todos já sabíamos. Para esticar a corda e não arrebentar, ele precisava de mais. Não deu. Os seus discursos foram terrivelmente imbecis - a cara do seu eleitorado -, mas assinava crimes de responsabilidade. O que veio depois foi crucial.


Bolsonaro joga pra galera e, como sempre foi na sua vida política, pouco de fato ele considera os bastidores. As reações foram duras e até Lira, que se posicionou brandamente, afinal o "Centrão" precisa do dinheiro que Bolsonaro abastece. Mas os partidos de centro se mexeram, os bastidores fervilharam, Barroso e Fux fecharam o caixão. Para piorar, o próprio Governo deu um tiro no pé, inflando caminhoneiros contra o próprio País. Pronto, o impeachment estava na pauta e Bolsonaro isolado, como já tínhamos anunciado.


Bolsonaro, com a corda que ele gosta tanto de esticar, desta feita no seu próprio pescoço, decide ouvir o mundo a sua volta. Mas, como fazer isto se os botões que ele precisava apertar não são acessíveis a um inapto e despreparado como ele? Chama o Temer! Temer é uma águia, um sobrevivente, conhece os corredores e os agentes. Alexandre de Moraes foi indicado por ele e Bolsonaro, sozinho, precisava de ajuda. O ex-presidente mesmo já admitiu que escreveu a carta... Dava para perceber tal situação, porque estava bem escrita. Pede desculpas, faz movimento em direção à paz, mesmo que possamos dizer que não vai durar muito, mas isto é para outro post e, acima de tudo, com a articulação certa, consegue fazer a montanha russa parar um pouco.


Mas essa freada vai custar caro. Se no campo político a coisa foi assertiva, no campo da bolha bolsonarista, a coisa "deu ruim". Bolsonaro conseguiu não ganhar votos com as manifestações de 7 de Setembro e, agora, perder dentro daquele grupo que sempre afirmamos que nada mudaria. Mas mudou. Caminhoneiros, blogueiros e apoiadores de Rede Social se manifestaram chamando Bolsonaro de coisas que já sabemos. Deste modo, ele precisava acalmar as coisas e refrescar o ambiente... até elogiou a China, horas depois.


O mercado reagiu bem, mas Bolsonaro não ficará assim durante muito tempo. Ele governa para si e precisa de votos. Perdendo-os, e com o seu eleitorado dentro de um perfil que conhecemos, ele precisará obrigatoriamente voltar a esquentar as coisas; caso contrário, não chega ao segundo turno.








Gostou deste assunto?

Seus amigos também podem gostar:

Compartilhe!














 
  • Política de Erros
  • Política de Privacidade
  • Termos de Uso
  • Sobre o Jornal em Destaque
  • Contato
  • JORNAL EM DESTAQUE | Todos os Direitos Reservados



    DESENVOLVIDO POR
    RIOBRASIL