Receba noticias em seu Whatsapp gratis







Libras



Machado de Assis | Jornal em Destaque por Francisco Sousa Jr em Colunista

Machado de Assis

O Amigo da Princesa



Machado de Assis Classificação

12/10/2021 11:42 ( Atualizado em 12/10/2021 11:52) | | Colunista |

Francisco Sousa Jr

Olá amigos e leitores do jornal em Destaque ... saudações monarquistas!

Sim! Aconteceu! Hoje, senhores leitores, este humilde colunista tem a imensa honra de trazer um pouco da historia dele! O maior de todos! O maior nome da literatura brasileira de todos os tempos! O Círculo Monárquico das Araras, orgulhosamente, vem falar um pouco sobre MACHADO DE ASSIS!


Joaquim Maria Machado de Assis, carioca nascido em 21 de Junho de 1839, foi aclamado por críticos, jornalistas, estudiosos, escritores e leitores, no Brasil e no exterior, como o maior nome da literatura brasileira de todos os tempos. E não é por acaso. Como escritor, apresentou obras em todos, repito, todos os gêneros literários, sendo considerado no exterior como o “escritor completo” pela crítica europeia e americana.


Machado em missa campal após a abolição ao lado da Princesa Isabel. Machado em missa campal após a abolição ao lado da Princesa Isabel.

Amigo da princesa Isabel, esteve ao seu lado em missa campal no hoje Campo de Santana, na época, Largo da Constituição, onde fora testemunha da abolição, do sombrio advento da República e de vários outros grandes eventos políticos e sociais, onde prestou grandes serviços á historiografia atuando como cronista e comentador político nos jornais da época. Em sua maturidade, reunido com intelectuais e colegas próximos, fundamental e se torna o primeiro presidente unânime da Academia Brasileira de Letras. Foi Ministro da Agricultura, do Comércio e das Obras Públicas, tendo se destacado em todos eles pelo excelente serviço prestado ao bem comum.


Sua extensa obra é encontrada de mais de 200 contos, 10 romances, 10 peças teatrais, 5 coletâneas de poemas e sonetos e mais de 600 crônicas (Sim ... 600!). Machado é o introdutor do Realismo no Brasil, através de obras como Memórias Póstumas de Brás Cubas; Quincas Borba; Dom Casmurro, Esaú e Jacó entre outros.


De jeito tímido, discreto e sensível, Machado é revelado como um homem humilde, simpático, porém reservado. Uma das pessoas que o faziam sair de seu “mundo” particular da própria genialidade era a Princesa Isabel, que sempre tentava o arrastar para os saraus e eventos sociais daquele tempo, porém Machado, quase sempre antes de uma desculpa para não comparecer, já que a Princesa, sempre tentava apresenta-lo para alguma amiga solteira, e isso na época sempre queria dizer algo, mas ele quase sempre vital se esquivar das investidas da Princesa ... quase.

Machado de Assis até os dias atuais, é o maior escritor negro do Brasil (Sério? Mais um negro que nos tempos do império era o número 1?) Sendo considerado um dos maiores escritores da história da literatura mundial, seu nome é comparável a Dante , Shakespeare e Camões. Influenciou grandes nomes como Olavo Bilac, Lima Barreto e Drummond de Andrade. Até 1988, foi o maior escritor brasileiro lido no exterior, sendo superado apenas por Paulo Coelho em números de vendas e publicações, o que é perfeitamente compreensível já que com o aumento da população, o mercado consumidor tende a aumentar também em números.


Machado nos deixou para entrar para a historia, em 29 de Setembro de 1908 aos 69 anos.


Círculo Monárquico das Araras – Chancelaria – Francisco Sousa Junior.

Contato: (24) 999415498 – WatsApp








Gostou deste assunto?

Seus amigos também podem gostar:

Compartilhe!














 
  • Política de Erros
  • Política de Privacidade
  • Termos de Uso
  • Sobre o Jornal em Destaque
  • Contato
  • JORNAL EM DESTAQUE | Todos os Direitos Reservados



    DESENVOLVIDO POR
    RIOBRASIL