Miguel Pereira 16 º 28 º
Moedas





Receba noticias em seu Whatsapp gratis







Libras



O que marcou o ano de 2022? Crianças fazem retrospectiva | Jornal Em Destaque por Valeria Cardoso em PRA GAROTADA

O que marcou o ano de 2022? Crianças fazem retrospectiva

Início da vacinação infantil, guerra na Ucrânia, eleições e Copa foram destaque dos meninos e meninas



O que marcou o ano de 2022? Crianças fazem retrospectiva Classificação

17/10 12:10 ( Atualizado em 03/01/2023 12:31) | São Paulo | PRA GAROTADA |

Valeria Cardoso


Depois de 25 edições brincando pelas ondas do rádio, o podcast infantojuvenil PRA GAROTADA, produzido pelo Brasil de Fato chega ao seu último episódio de 2022, relembrando fatos históricos e marcantes do ano. Meninos e meninas ouvintes do Radinho foram convidados a relembrar o que aconteceu de mais importante no ano e a compartilhar o que esperam para este ano novo.

Eu queria tomar a vacina, porque eu queria sair na rua e fazer as coisas que eu gosto”, conta Francesco Oliver, de 7 anos, que foi a primeira criança vacinada em São Caetano do Sul (SP).

Em 5 de janeiro, as crianças de 5 a 11 anos começaram a receber suas doses de proteção contra a covid-19, um momento histórico para o país. E apesar de toda emoção e alegria, vale lembrar que as crianças esperaram por um ano, desde que começou a vacinação de adultos, para receberem sua dose de proteção. Quem tem menos de cinco anos esperou até setembro de 2022.

Isto porque, pelo que parece, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) fez de tudo para atrasar a liberação das vacinas para as crianças. Quando ela finalmente foi analisada e classificada como segura para meninos e meninas, o governo não tinha comprado as doses específicas para as crianças.

Depois que eu cheguei, eu fui tomar a vacina. Foi bem rapidinho, nem demorou. É para não ficar doente de coronavírus”, diz João Magalhães, de 9 anos, que também foi uma das primeiras crianças imunizadas do país, em Recife.


Davi Xavante foi a primeira criança vacinada do Brasil, em 14 de janeiro, em São Paulo / Governo do Estado de São Paulo Davi Xavante foi a primeira criança vacinada do Brasil, em 14 de janeiro, em São Paulo / Governo do Estado de São Paulo

A vacinação em massa levou o Brasil a outro momento da pandemia, com menos contágio, menos mortes e menos restrições. Tanto que as manchetes dos jornais começaram a ser ocupadas por outra notícia com impactos importantes no Brasil e no mundo.

Na escola conversamos sobre a guerra da Rússia e da Ucrânia. O que estou sabendo é que a Rússia ficou brava com Ucrânia porque ela quis se juntar a Europa”, lembra Luna, que tem 11 anos e mora em São Paulo.

Entre avanços e recuos das tropas, a guerra já dura mais de 300 dias, deixando a população dos dois países em situações difíceis. Para se ter uma ideia, milhões de pessoas foram obrigadas a deixar a Ucrânia para preservar suas vidas e se mudaram para outros países, como refugiadas.

Meus avós vieram da Ucrânia. Nessa guerra, cidades estão sendo bombardeadas e atacadas. E mulheres e crianças estão fugindo como refugiadas para outros países. Eu me sinto muito triste e com medo ao mesmo tempo”, conta Lucas, que tem 9 anos e mora em Prudentópolis (PR).


Imagens da Nebulosa de Carina / Divulgação/NASA/ EBC Imagens da Nebulosa de Carina / Divulgação/NASA/ EBC

Avanços espaciais

Outro fato marcante que chamou a atenção foram os avanços da tecnologia espacial. Depois de um ano em órbita, o telescópio James Webb forneceu imagens do universo que nunca tinham sido vistas com tanta nitidez e qualidade.

Foi possível ver da Terra imagens incríveis de um agrupamento de galáxias, da nebulosa Carina e de Netuno e seus anéis.

Esperança

Se 2022 teve algumas notícias não tão boas, ele também foi recheado de acontecimentos que devolveram a esperança em um amanhã muito melhor.

Serena Gatinoni, de 8 anos, lembrou de um dos acontecimentos mais importantes para o Brasil: as eleições.

O Lula ganhou e acho que vai ser muito melhor para tudo mundo”, diz.

O ex-presidente, Jair Bolsonaro, foi o primeiro na história do país a não conseguir se reeleger.

As eleições foram importantes porque mudaram o governo. Acabou o governo do Bolsonaro e vai começar o do Lula”, pontua João, de 9 anos, que mora em São Paulo.


Luiz Inácio Lula da Silva saúda a multidão na Avenida Paulista, após discurso histórico de reconstrução do país / Foto: Ricardo Stuckert Luiz Inácio Lula da Silva saúda a multidão na Avenida Paulista, após discurso histórico de reconstrução do país / Foto: Ricardo Stuckert

Outro acontecimento marcante para as crianças foi a Copa do Mundo, a primeira de muitos ouvintes do Radinho. Os melhores jogadores do mundo se reuniram no Catar, país do Oriente Médio, para defender seus países em campo. Foram 32 seleções, vindas das Américas, da África, da Ásia, da Europa e da Oceania, marcando gol atrás de gol.

O Brasil foi eliminado nas quartas de final pela Croácia, nos pênaltis, em um jogo dramático. Mesmo assim, quem ama futebol teve a oportunidade de ver momentos históricos, que vão ficar pra sempre na memória, como o tricampeonato da Argentina, com Lionel Messi, consagrado diversas vezes como o melhor jogador do mundo.

É uma grande competição esportiva com vários acontecimentos legais. Os que mais gostei foi o gol do Richarlison, que foi o mais bonito que eu vi na minha vida, e o jogador que levou a mãe dele para comemorar dentro do campo de futebol”, lembra João. “Eu acho que no ano que vem a vida do povo vai melhorar muito, que o meio ambiente vai ser melhor tratado, que os sistemas de saúde vão ter mais remédios e que a ciência vai voltar a ser respeitada”.


O potiguar Richarlison fez o gol considerado o mais bonito da Copa do Mundo / Lucas Figueiredo/CBF O potiguar Richarlison fez o gol considerado o mais bonito da Copa do Mundo / Lucas Figueiredo/CBF

O que te faz feliz?

Foi essa a pergunta que a contadora de histórias Márcia Marçal fez para os ouvintes mirins do Radinho.

Pintinho saindo do ovo, começar um caderno novo e estalar os dedos do pé”, são algumas das “Coisinhas à toa que deixam a gente feliz”, livro de Ruth Rocha que embalou a história da edição.

Na hora da brincadeira, a criançada aprende a fazer uma própria fonte de desejos para o ano novo. Enquanto isto, a Vitrolinha BdF sobe o som para Deixa a vida me levar, do Zeca Pagodinho, Eu vou torcer pela paz, do Jorge Ben Jor, e Nem vem que não tem, do Wilson Simonal.

Sintonize

O programa Radinho BdF vai ao ar às quartas-feiras, das 10h às 10h30, na Rádio Brasil Atual. A sintonia é 98,9 FM na Grande São Paulo. A edição também é transmitida na Rádio Brasil de Fato, às 9h, que pode ser ouvida no site do BdF.

Em diferentes dias e horários, o programa também é transmitido na Rádio Camponesa, em Itapeva (SP), e na Rádio Terra HD 95,3 FM.

Assim como os demais conteúdos, o Brasil de Fato disponibiliza o Radinho BdF de forma gratuita para rádios comunitárias, rádios-poste e outras emissoras que manifestarem interesse em veicular o conteúdo, como o Em Destaque.

_________________________________

Os leitores são a força e a vida do jornal

A contribuição do EM DESTAQUE para a vida democrática da região reside na força da relação com os seus leitores. Quanto maior for o teu apoio, maior será a nossa legitimidade e a relevância do nosso jornalismo. Apoiar o EM DESTAQUE é também um ato cívico, um sinal de empenho na defesa de uma sociedade aberta, baseada na lei e na razão em favor de todos ou, em outras palavras, na recusa da manipulação para privilégio de alguns.

Apoie o ED seguindo o site e as redes sociais deste jornal que virou fonte de notícias do Google News e que há dois anos disponibiliza conteúdo nos principais tocadores de podcasts: ED, o jornal local sem fronteiras para a notícia!





Gostou deste assunto?

Seus amigos também podem gostar:

Compartilhe!














 
  • Política de Erros
  • Política de Privacidade
  • Termos de Uso
  • Sobre o Jornal em Destaque
  • Contato
  • JORNAL EM DESTAQUE | Todos os Direitos Reservados



    DESENVOLVIDO POR
    RIOBRASIL