Bolsonaro assina decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil





15/01/2019 13:12 ( Atualizado em 21/01/2019 17:01) | Brasilia | POLITICA |

Helio de Carvalho


Antes de assinar o decreto, Bolsonaro disse que a população, no referendo de 2005, havia decidido “soberanamente” sobre a questão.


O presidente Jair Bolsonaro assinou, nesta terça-feira (15), em cerimônia no Palácio do Planalto, em Brasília, um decreto que flexibiliza a posse de armas no país. O teor do documento ainda não foi divulgado. Com isto, ainda não é possível saber, na prática, o que mudou.


A flexibilização da posse de armas no país foi uma das principais promessas de campanha de Bolsonaro. Ela não tem relação com o porte de armas, que é o direito de o indivíduo andar armado pelas ruas. A posse, por sua vez, é a autorização para manter uma arma em casa ou no trabalho, desde que o proprietário seja o responsável legal pelo local.


Antes de assinar o decreto, Bolsonaro disse que a população, no referendo de 2005, havia decidido “soberanamente” sobre a questão. “Para lhes garantir esse legitimo direito à defesa, eu, como presidente, vou usar esta arma”, disse, mostrando uma caneta.


A assinatura do decreto aconteceu em cerimônia com a presença de ministros, parlamentares integrantes da chamada "bancada da bala" e outras autoridades do primeiro e segundo escalões. Mais cedo, Bolsonaro promoveu reunião ministerial, como tem feito às terças-feiras.


 

Fonte: UOL