Julho será o mês em que a saudade de um passado recente baterá mais forte





02/07/2021 18:46 | Região Sul | Colunista |

Vera Galhardi


Possibilidades de reviravoltas políticas e sociais na primeira quinzena e ação da Justiça no segundo período poderão ser determinantes nesse sétimo mês do ano


Será um mês onde a sociedade sofrerá um choque de realidade e ficará até zonza. Na área econômica, a classe média sentirá o impacto no bolso e na mesa e terá saudades de um passado recente, tipo: era feliz e não sabia! A população mais pobre poderá dar sinais de convulsão social e o caldeirão poderá começar a ferver.


É que Marte, o planeta da ação, que dispara as energias dominantes por onde passa, estará o mês todo no corajoso, mas também vaidoso, signo de Leão, movimentando a massa e elevando o grau de insatisfação do brasileiro com os rumos do país, enquanto Saturno em Aquário cobrará mais responsabilidade coletiva nas questões políticas e sanitárias.


O atraso na vacinação contra o novo Coronavírus e a falsa impressão de normalidade que tomou conta do povo brasileiro, mostrarão que a situação só piora. A CPI da Pandemia poderá culminar em indiciamentos e a Justiça será obrigada a agir. O ambiente político poderá ficar ainda mais tenso e com a possibilidade de confrontos diretos entre o poder estabelecido e o amargo da realidade caótica.


Ciclo Lunar do mês 

A Lua minguante em Áries (01/7) na casa 2 do mapa astrológico do Brasil mostrará que a colheita só está favorecendo mesmo é o agronegócio. A percepção de que grande parte dos brasileiros está empobrecendo rapidamente, aumentará a sensação de insegurança. A nostalgia baterá forte em muita gente.  


No plano pessoal, será um momento para refletir sobre nossas ações individuais e coletivas. O que fizemos e o quê deixamos de fazer, apresentarão suas consequências. É o fechamento do ciclo Lunar que começou com a Lua Nova eclipsando o Sol em 10 de junho e saída das quadraturas que impactaram no coletivo. Bora juntar os “caquinhos” das nossas ações e omissões no social.


Já a Lua Nova (09/07) iniciará seu ciclo em Câncer na Casa 5 do mapa do Brasil. Uma nova onda mais emocional, mais sentimental começará a se formar e a juntar as pessoas para provocar mudanças, porém, com Marte quadrando Urano, podemos esperar por reviravoltas no setor econômico com efeitos imprevisíveis e descontrolados.   


No plano pessoal será um bom momento para realizar mudanças que beneficiem à família, protejam às crianças e reduzam custos. Favorável também para iniciar novos projetos que possam complementar a renda e se fortalecer em grupo.  


Com a Lua Crescente em Libra (17/07) na casa 9 do Brasil, a Justiça poderá ser decisiva para mostrar que as instituições estão funcionando num momento em que todos estarão preocupados em achar um caminho para tirar o país da crise econômico-política-sanitária.  


Com a entrada do Sol em Leão (22/7) a disputa pelo poder, seja no plano pessoal ou coletivo, se tornará mais acirrada e começará a ter nuances mais autoritárias e falas mais agressivas, enquanto as questões sociais aglutinarão cada vez mais pessoas em torno das mudanças por conta da Lua cheia em Aquário (23/7), signo para onde retornará Júpiter, o planeta da sorte em movimento direto que poderá trazer alguma luz à escuridão.