O Medo da Sexta-Feira 13





11/05/2022 16:10 ( Atualizado em 11/05/2022 16:11) | São Paulo | Da Redação |

Helio de Carvalho



Próxima sexta-feira é dia 13. E não é só no Brasil que a data é considerada um dia de azar. O mito se espalhou por muitos lugares no ocidente. E a culpa não parece ser de Jason, personagem assassino dos filmes de Hollywood. Há quem acredite piamente que o dia não traz boa sorte. E alguns países chegam a perder muito dinheiro por conta disso.

De acordo com os dados do Stress Management Center e do Phobia Institute (EUA), o medo da Sexta-feira 13 pode atingir até 21 milhões de indivíduos, o que representa aproximadamente 5% da população norte-americana.

A coisa por lá é tão séria que algumas pessoas simplesmente ficam paralisadas pelo medo. Mudam suas rotinas, evitam fechar negócios ou tomar voos nesta data. Alguns evitam até mesmo sair de suas camas. O resultado: estima-se que até US$ 900 milhões sejam perdidos anualmente. Em 2022, temos a previsão de uma sexta-feira 13. Mas é possível termos até 3 ocorrências em um mesmo ano.


No Brasil, também sentimos os reflexos do temor. Quem afirma é o astrólogo e vidente Denny Meu Astro (https://meuastro.com.br), que atende clientes on-line e à distância.

Muita gente me pergunta como se proteger das más influências da Sexta-feira 13. Eu ensino o que sei e procuro esclarecer o que é mito e o que é realidade”, explica.

O número 13 dá azar?

O esotérico - que canalizou uma terapia xamânica durante um voo aos Estados Unidos - explica as possíveis origens do medo.

Um mito nórdico conta que 12 deuses haviam marcado um jantar em Valhalla, atual Alemanha. Loki - o trapaceiro - entrou de penetra como o 13º convidado e provocou um assassinato. Loki cuidou para que Hoder, um deus cego, atirasse em seu irmão, Balder, ambos filhos de Odin. Conta-se que Balder morreu e a Terra inteira escureceu e lamentou. A partir daí, o 13 teria sido associado ao azar”.

Mas as superstições não param por aí. Denny explica, também, a simbologia do número treze nas consultas esotéricas.

O jogo de tarô é composto de 78 cartas. E a carta de número 13 é justamente a carta da Morte. Mas raramente refere-se à morte física”, tranquiliza.

Já no jogo de búzios, o 13 também é considerado um número preocupante.

Quando aparecem 13 búzios abertos, muitos interpretam como doença e morte, entre outros significados”, diz Denny.


O verdadeiro perigo da Sexta-feira 13

Para o profissional esotérico, existe algo mais importante do que o dia em si: o poder da crença.

Quando alguém acredita em algo negativo, isso cria um estado de espírito complexo, que pode gerar medo e ansiedade, emoções altamente destrutivas e que - aí sim - abrem as portas para a entrada das energias negativas”, alerta.

 

Um ritual para afastar o medo e pedir a paz mental
Denny ensina um ritual para pedir a paz mental e a libertação dos medos ligados à Sexta-feira 13.

Você vai conseguir qualquer chave, de preferência que não use mais a partir do ritual. Com a chave em mãos, você vai posicioná-la nas quatro direções da sua cabeça, pedindo a abertura de um novo momento de paz mental e a quebra de todo o medo da Sexta-feira 13”, explica. Também é possível acompanhar outros rituais no Instagram do Denny Meu Astro

Outras associações ao número 13

Alguns estudiosos acreditam que o romance Friday, the Thirteenth, escrito por T. W. Lawson, seja um dos motivos para tanto medo. No romance - publicado em 1907, um corretor sem escrúpulos aproveita a superstição para criar um pânico em Wall Street justamente em uma sexta-feira 13.

A Última Ceia, tela de Leonardo da Vinci, retrata 13 pessoas à mesa. De acordo com o Novo Testamento, treze pessoas estavam no cenáculo no dia 13 do mês judaico nisã. A noite anterior à morte de Jesus Cristo (Sexta-feira Santa).

__________________________________________

Com premiações em nível nacional e internacional, o EM DESTAQUE reforça o seu compromisso com o bom jornalismo, produzindo diariamente conteúdo de qualidade, com responsabilidade e que você pode confiar.

Siga o site e as redes sociais do jornal que virou fonte de notícias do Google News e que há dois anos disponibiliza conteúdo nos principais tocadores de podcasts: ED, o jornal local sem fronteiras para a notícia!