Valença capital do estado do Rio de Janeiro? Entenda





08/10/2023 16:01 ( Atualizado em 14/11/2023 16:36) | Vale do Café | Governo do Estado |

Helio de Carvalho


Cláudio Castro institui Valença como Capital Simbólica do RJ em homenagem aos 200 anos da cidade. Decreto tem validade de 24 horas


Valença é a Capital Simbólica do Estado, nesta sexta-feira (06). O título foi concedido pelo governador Cláudio Castro, no encerramento da programação do Governo Presente na região do Médio Paraíba. A ideia foi homenagear a cidade que completará 200 anos no próximo dia 17. O decreto estadual com a medida, que tem validade de 24 horas, foi assinado após a aula magna “Rio de Janeiro, um Estado em Crescimento”, que o governador ministrou no Centro Universitário de Valença. O documento foi publicado em edição extraordinária do Diário Oficial do Estado.

Esta é uma homenagem à Valença por sua relevância histórica, cultural, educacional e econômica. Por sua imensa contribuição, no passado e no presente, para o desenvolvimento do estado. Sem sombra de dúvida, a cidade tem papel fundamental na nossa economia. A verdadeira riqueza do Rio é a diversidade dos 92 municípios. Essa é a força que impulsiona e fortalece o nosso progresso”, enalteceu o governador.
Na ocasião, também foram assinados dois atos voltados à preservação da memória da região e do papel que ela representa para a história do Estado do Rio e do Brasil. O decreto de desapropriação do Casarão das Artes - antiga moradia do barão de café Domingos José da Silva Nogueira (1855) - vai permitir que o imóvel abrigue, futuramente, o Museu do Queijo. Conhecido na região como Solar dos Nogueiras, ele está em ruínas depois de ter sido destruído por um incêndio em 2001.

O governador também assinou a cessão de parte do Palacete do Visconde do Rio Preto, onde hoje funciona o Colégio Estadual Theodorico Fonseca, em Valença. O imóvel será desmembrado para a Junta Comercial do Estado do Rio de Janeiro (Jucerja) instalar o Centro de Memória do Registro Empresarial.



Preservação da memória é um ativo econômico em Valença
Com a arquitetura colonial preservada, Valença abriga casarões, igrejas, fazendas e jardins que contam a história do município, principalmente, sua força econômica durante o período do café. Atualmente, a cidade se destaca no turismo – tem entre seus distritos, Conservatória, a capital da seresta – e no agronegócio, especialmente com a produção leiteira. O município possui também uma eficiente rede de ensino, conta com sete faculdades e diversas instituições culturais.

Economia em alta
Os recentes avanços da economia do Estado do Rio foram o tema principal da aula magna que o governador Cláudio Castro proferiu a convite da Fundação Educacional Dom André Arcoverde - Centro Universitário de Valença. Castro lembrou as dificuldades que enfrentou ao tomar posse, com governo com déficit de R$ 23 bilhões, as discussões sobre os esforços para manter o Rio no Regime de Recuperação Fiscal e o desafio de administrar o estado durante a pandemia da Covid-19. Ele destacou que o cenário vem sendo superado, graças um trabalho sério e técnico voltado à organização do Estado.

Somos hoje a segunda economia mais dinâmica do Brasil, segundo o IBGE, com mais 194 mil empregos formais criados em 2022. Ocupamos hoje o 3º lugar no Ranking Nacional de Abertura de Negócios em 2022, com mais de 295 mil empreendimentos. Somos líderes na produção de petróleo e gás”, reforçou o governador, que recebeu a Medalha Dom André Arcoverde, uma honraria concedida pela universidade a personalidades ilustres.

___________

Apoie o Em Destaque seguindo o site e as redes sociais deste jornal que virou fonte de notícias do Google News, e que há mais de dois anos disponibiliza conteúdo nos principais tocadores de podcasts. Em Destaque, o jornal local sem fronteiras para a notícia!