Funarte lança convocatória para mapeamento de acervos de arte no Brasil





26/10/2023 11:00 ( Atualizado em 26/10/2023 11:04) | Rio de Janeiro | Arte e Cultura |

Helio de Carvalho


Cadastro on-line já pode ser realizado e vai até 25 de janeiro de 2024


A Fundação Nacional de Artes – Funarte lança a convocatória “Funarte Mapeamento de Acervos de Arte no Brasil”. O objetivo da ação é reunir subsídios para a construção de políticas públicas para o reconhecimento, a preservação e a difusão dos acervos de artes no país, pertencentes a artistas e outros profissionais das artes, familiares, grupos, companhias e instituições públicas ou privadas, nas áreas de circo, dança, teatro, música e artes visuais. 

O cadastro on-line dos acervos documentais, bibliográficos e artísticos existentes no Brasil é voltado para pessoas físicas e jurídicas, e pode ser realizado no período de 25 de outubro de 2023 a 25 de janeiro de 2024, neste link aqui. 

A memória, que faz parte de um dos eixos prioritários da Política Nacional das Artes, e a demanda específica pela preservação de acervos artísticos, apresentados desde a construção dos planos setoriais, têm sido pontos fundamentais de atenção desta nova gestão da Funarte e Ministério da Cultura. Nesse sentido, o mapeamento vem para dimensionar o volume, a natureza e as necessidades desses acervos em âmbito nacional, a fim de contribuir de forma assertiva para a formulação de políticas públicas ajustadas à realidade brasileira.  

Segundo a coordenadora do Centro de Documentação (CEDOC) da Funarte, Joelma Ismael, a iniciativa visa expandir a atuação do CEDOC para além de sua própria estrutura, tendo em vista a constante demanda de acolhimento de novos acervos e na construção de políticas públicas para o segmento.

A identificação desses conjuntos é o primeiro passo para conhecer onde estão, quantos são e quais as necessidades de tratamento e preservação dos acervos e coleções, desassistidos por instituições ou em situação de risco em todas as regiões do país", ressalta Joelma. 

Sobre o Centro de Documentação (CEDOC) da Funarte 

O Centro de Documentação (CEDOC) da Funarte é considerado um patrimônio da cultura brasileira. Conta, hoje, com um acervo de quase 2 milhões de itens, como livros, revistas, fotografias, cartazes e programas de espetáculos, registros audiovisuais, dentre outros materiais de pesquisa. O acervo reflete uma parte fundamental da história das artes brasileiras nos séculos 20 e 21, nas áreas de teatro, dança, circo, música e artes visuais, provenientes de diversas instituições culturais já extintas, da doação e da aquisição de arquivos privados, além de guardar a própria memória institucional da entidade. 

O Centro de Documentação disponibiliza, por meio de consulta, o acervo digital da sua Biblioteca Edmundo Moniz e atualmente o público pode acessar virtualmente um amplo patrimônio documental que é parte fundamental da rica e diversa memória das artes no Brasil. Fisicamente, o CEDOC encontra-se em processo de mudança de sede e pode ser contatado através do e-mail: cedoc@funarte.gov.br. Seu acervo digital e digitalizado pode ser consultado por meio do site da Funarte:  https://www.gov.br/funarte/pt-br 


Convocatória ‘Funarte Mapeamento de Acervos de Arte no Brasil’ 

Inscrições: 25 de outubro de 2023 a 25 de janeiro de 2024. 

Acesse aqui para cadastrar o seu acervo.

Mais informações para o público: cedoc@funarte.gov.br

Mais informações para a imprensa: Coordenação de Comunicação – Funarte: ccom@funarte.gov.br

Outras ações e editais da Funarte: https://www.gov.br/funarte/pt-br

Realização: Fundação Nacional de Artes – Funarte | Diretoria de Projetos | Centro de Documentação (CEDOC) | Ministério da Cultura | Governo Federal.

___________

Apoie o Em Destaque seguindo o site e as redes sociais deste jornal que virou fonte de notícias do Google News, e que há mais de dois anos disponibiliza conteúdo nos principais tocadores de podcasts. Em Destaque, o jornal local sem fronteiras para a notícia!